sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Cara de Rica

Hoje estava na padaria aguardando sair o pão quentinho quando duas moças - que pareciam ser manicures – fizeram o seguinte comentário sobre uma terceira:

- Aquela é sua filha?
- É.
- Pensei que fosse uma cliente. Tem cara de rica.

Claro que morri de rir. Achei ótimo o comentário! Imediatamente olhei para a menina, para ver porque ela teria cara de rica. Ela tinha um ar de tédio (típico da adolescência), vestia uma batinha de tecido (e não de malha) clarinha , uma calça jeans skinny escura e uma rasteirinha.

E é isso. Não adianta fugir. Somos sempre rotulados. Cara de rica, de pobre, de manicure, de perua, de patricinha, de dona de casa, de hippie, de doida, etc... Esse rótulo vem pela nossa atitude e em grande parcela, pelo nosso visual.

A garota em questão inspirou o comentário “cara de rica” porque ela tinha uma atitude blasé, combinada ao modo minimalista de vestir. Tinha cara de adolescente classe média alta.

E você, anda com cara de quê? Já pensou nisso?

Em tempo, para que quiser saber como ter “cara de rica”, seguem dicas nesse texto que encontrei na internet (local que tem de tudo, até esse blog). Divirta-se!

“Aparência de rica tem a ver com elegância, mas elegância no comportamento e no aspecto, e que tudo pareça normal, nada forçado.

A maquiagem deve ser muito suave, só para realçar os olhos, a pele e os lábios. Nada de tons fortes (sombras cor de rosa, batom rosa choque).

A roupa deve ser neutra. Neutra no sentido em que, apesar de a moda mudar todas as estações, a sua roupa seja clássica e ainda tenha estilo. Cores que atraem a atenção, esqueça. Opte pelo clássico vermelho, preto, algum branco, e tons mais escuros de azul.

O cabelo, dependendo do seu tipo, deve ser suave e brilhante, de aspecto saudável, e sem nenhum cabelo voando no ar. O que é elegantíssimo, também, é usar um coque.

Os acessórios podem ser de acordo com a moda, no entanto, não exagere. Se usar pulseira e colar, use brincos pequenos. Máximo de 3 acessórios. Eles não devem atrair mais atenção do que a sua roupa, devem se integrar à sua roupa, como uma camaleão a um padrão.

De resto, pareça natural, como se todas essas horas que você passou a se arrumar, tenham sido alguns minutos sem esforço. A etiqueta é sempre importante. Não se sente com as pernas abertas, não há nada mais feio que ver isso.”

Só para fechar: Fuja da “cara de nova rica”. É sempre muito pior do que cara de pobre ...
Cláudia Raia com cara de pobre e com cara de rica... rs...

4 comentários:

  1. Ameiiiiiiiiiiiiiii....esse " cara de rica " ...hehehehehehe
    Realmente somos rotulados, e só precisamos saber qual rótulo estão sendo colocados em nós.
    E as fotos da Cláudia Raia ficaram EXCELENTES pra ilustrar a diferença de RÓTULOS...
    Personal stylist em alta !

    ResponderExcluir
  2. A grande "reforma" foi a da Claudia Leitte. Era horrorosa e ficou linda...

    Acho que somos parentes, eu e você. Talvez primos...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Post antigo mas interessante. Conheço muita gente rica com cara de pobre e vice-versa. Ser rico é ter estilo, elegância, postura, educação, nem precisa ter tantos bens assim, mas senão, será pobre, mesmo tendo muito dinheiro.

    ResponderExcluir
  4. Que interessante!!!

    ResponderExcluir